Pieces Of The Puzzle - 9x1 - Tempestade perfeita

By Stella Colt - 16:21:00


Anteriormente em Pieces Of The Puzzle: Amanda conheceu uma menina chamada Sarah na papelaria e o estranho é que elas eram muito parecidas e se conheceram de um jeito curioso. Chegou na sua casa que também não parecia ser dela e depois de tudo oque havia acontecido foi tomar um banho para descansar. Amanda entra no quarto e vai para a janela. Lá ela vê um menino loiro, o mesmo que no dia seguinte ajuda ela a se livrar de uns meninos que estavam atormentando ela na escola. E quando Matthew e Amanda estavam indo para a aula de ciências, Amanda vê a menina da papelaria e...


Pieces Of The Puzzle

-Amanda! - Ela disse.
-Oque você está fazendo aqui? - Eu disse.
-Eu vou deixar vocês conversarem - Disse Matthew, antes de sair - Tchau, Amanda.
-Err... Tchau.
-Eu estudo aqui. Você estuda aqui? -Sarah respondeu a minha pergunta.
-Sim.
-Que coincidência! - Ela sorriu
-Sim! Bem... pelo menos você vai poder me conhecer melhor e vai ver que eu não sou tão estabanada quanto no dia da papelaria.
-Vamos ver... - Brincou e eu achei graça.
-Vai fazer oque agora?
-Aula de matemática - falou revirando os olhos.
-Ciências - fiz o mesmo que ela e ela riu.

Então cada uma de nós foi para o seu lado. Quando eu entrei na sala de aula todos já estavam sentados. Droga! Chegar atrasada no primeiro dia de aula, isso é a minha cara.

-Senhorita Petit? Eu sei que é aluna nova, mas terá que se acostumar com os horários dessa escola.
-Claro, desculpe. É que eu estava...
-Entre logo. - Falou Sra. Manfrini, a professora.

Entrei, vermelha de vergonha. Mas talvez tenha sido até bom a Sra. Manfrini ter cortado a minha desculpa, pois nem eu sabia oque responder. Com os olhos procurei pelo menino de olhos verdes que teria me ajudado minutos antes, ele estava sentado na penúltima cadeira na segunda fileira. E eu sentaria na segunda carteira da última fileira, foi o último lugar que sobrou. Mas antes a velha chata me chamou para ela assinar meu nome na lista de presença.

-Amanda Petit, certo? - Falou.
-Sim.
-Pode se sentar naquela cadeira, foi a última que sobrou.
-Claro.

Olhei discretamente para Matthew com uma cara de "você ouviu isso!?" e ele ergueu as sobrancelhas. Sentei.


A professora começou a explicar a matéria. Depois de um tempo falando ela entregou uma folha para nós fazermos em casa. Então tocou o sinal. Todos estavam saindo da sala. Coloquei meus cadernos na mochila de qualquer jeito coloquei uma alça da mochila no ombro e fui saindo. Quando estava na frente da porta, parei e olhei para trás. Matthew tinha ido falar alguma coisas rápida com a professora e voltado ali para guardar os livros na mochila quando deixou uma caneta cair. Então fui ali me abaixei e peguei. Ele levantou a cabeça, me olhou e sorriu.

-Deixou cair - falei.
-Obrigado - ele falou e eu sorri dizendo com os olhos "de nada".

Então fui saindo e deixei ele terminando de guardar os materiais.

-Bu!
-Ai, que susto, Sarah! - estremeci, mas depois ri. Você estava aqui por quanto tempo?
-Não faz muito tempo. Quando eu cheguei, espiei a sala pra ver se você ainda estava ali. Aí vi você conversando com um ga... - ela parou de falar e me olhou com um olhar malicioso, então eu saquei oque ela estava pensando.
-Ahh não, Sarah. Não é nada disso do que você está pensando.
-Aham, sei. Isso é oque sempre dizem nos filmes quando acontece um flagra tipo esse.
-Então ta, continue acreditando nisso, mas vai continuar enganada.
-Ta bom... Mas eu ainda acho que tem alguma coisa.
-E oque que nós ainda estamos fazendo do lado da porta mesmo?
-É verdade, vamos indo.
-E eu ainda não te contei que cheguei atrasada e a velha chata me envergonhou na frente de todo mundo?
-Imagino - ela disse, rindo.





Depois de todas as aulas terem se passado chegou a hora de ir embora. Estava chovendo muito. Droga! Estava chovendo muito! Eu havia vindo a pé pra cá. Meus pais tinham me avisado a uns dias atrás que eles iriam viajar para resolver algumas coisas e eu e Gabe iriamos ficar sozinhos em casa. E hoje Gabe iria dormir na casa de um amigo dele mas mesmo que ele estivesse em casa não iria ajudar em nada na minha situação, ele é muito pequeno. Eu já havia me despedido de Sarah ainda dentro da escola e eu nem sabia que estava chovendo, se não eu teria pedido uma carona a ela. Mas ela já tinha ido embora. Então eu esperei a chuva ficar mais fraca.

Depois de um tempo a chuva continuava forte e restavam poucos alunos ainda na escola. Quando eu decidi encarar aquela chuva e ir pra casa. Saí correndo debaixo da cobertura do colégio e esperei uns 3 segundos até parar de passar uns carros e eu atravessar a rua. Já encharcada, corri para debaixo de uma árvore. Então voltei ao plano de esperar a chuva enfraquecer, mas dessa vez esperaria sobre a cobertura de uma árvore.

-SAIA DAÍ! - Alguém gritou.
-Oque? Por que? - Gritei de volta.
-O CÉU! - Então eu detectei a voz. Era Matthew e ele apontava para o céu.

Olhei para o céu. Não vi nada de diferente para uma tempestade. Nuvens escuras, muitos raios... Raios! Droga! As árvores atraem raios! A última coisa que vi foi Matthew desesperado, olhando uma vez pra mim, outra para o céu. Até que ele gritou "AMANDA!" e então eu apaguei.






-Amanda, Amanda, olha pra mim! Por favor...
-Matthew? - falei abrindo os olhos.
-Ai, Meu Deus! Amanda! Que bom que está viva. Está tudo bem?
-Err... Sim. Mas oque que houve? Que horas são? Eu só me lembro de você gritar meu nome e eu... apagar.
-São oito horas da noite e você foi atingida por um raio, Amanda! As árvores atraem raios! E estava cheio deles perto daquela árvore.
-Nossa. Desculpa, eu... Espera... se já é noite, onde nós estamos?
-Bem... Nós estamos na escola... sozinhos.
-Na escola? Mas como que você conseguiu entrar e como você me trouxe pra cá?
-Eu te peguei no colo quando você apagou e te trouxe pra dentro quando a escola ainda estava aberta, então eu fui com você para um lugar que não fosse tão movimentado para você acordar e quando eu vi já haviam fechado.
-Em que lugar da escola?
-No auditório, onde fazem as apresentações de ballet, teatro...
-Nossa. Foi muito gentil da sua parte me ajudar.
-Eu não podia deixar você ali.
-Na verdade, podia... mas você não quis. Obrigada. - Eu disse, ao passo que ele se levantou e me ofereceu a mão para eu me levantar.

Levantamos e ele foi até a parte onde colocam as músicas para as apresentações. Pegou um CD e eu o observei colocar o CD no aparelho de som. Começou a tomar uma música lenta e ele caminhou até a mim. Parou na minha frente, faltavam milímetros para meu corpo encostar no dele. Eu ouvia a respiração dele e ele com certeza ouvia a minha respiração um pouco ofegante. Ficamos um tempo assim antes de ele me perguntar.

-Quer dançar? - Falou, olhando nos meus olhos.
-Eu não sei dançar, apenas ballet.
-Nós vamos com calma.

Ele aproximou seu corpo mais ainda do meu até eles finalmente se encostarem. Meu coração batia cada vez mais rápido e estávamos tão próximos que Matthew talvez até conseguisse ouvi-lo. O menino de olhos verdes colocou as mãos na minha cintura e subiu uma delas devagar pelas minhas costas, enquanto eu coloquei as mãos em seu peito e as deslisei até chegarem em suas costas. Devagar, fomos dançando pelo salão. A música tocava e nós rodávamos o grande palco como se não houvesse mais ninguém no mundo. Ele mexia no meu cabelo delicadamente e, às vezes, Matthew me girava com uma das mãos segurando a minha no alto e com a outra ainda na cintura. E quando chegamos no meio do palco, com todas as poltronas vermelhas de veludo vazias viradas para nós, ele falou:

-Está pronta?
-Pronta pra que?

Então ele me pegou pela cintura, me tirou do chão e me girou no ar enquanto eu gritava, mas depois eu percebi que aquela sensação era maravilhosa. Então ele me colocou no chão delicadamente. E ficamos na mesma posição de quando ele me convidou para dançar. Ele era um pouco mais alto que eu, então eu levantava a cabeça para olhar para ele e Matthew inclinava levemente a dele para olhar para mim. Então dei um sorrisinho malicioso e dei um giro para trás.

-Temos que ir - Falei
-Vamos.


Continua







  • Share:

You Might Also Like

4 comentarios

  1. Só um aviso : vai pela sombra com a sua história , pois merda seca no sol

    ResponderExcluir
  2. Não sei porque você implica tanto com a minha história sendo que não tem nada a ver com você e eu nunca fiz algo pra você. Desculpa caso te ofendi alguma vez, pois seus comentários me ofendem. Só quero o bem do blog e que ele cresça cada vez mais. Obrigada pelo aviso :)

    ResponderExcluir
  3. Não sei porque você implica tanto com a minha história sendo que não tem nada a ver com você e eu nunca fiz algo pra você. Desculpa caso te ofendi alguma vez, pois seus comentários me ofendem. Só quero o bem do blog e que ele cresça cada vez mais. Obrigada pelo aviso :)

    ResponderExcluir

Oi gente !! Então primeiramente bem-vindos ao novidades !! E agora o assunto > comentários ! Bem uma coisa que eu amo é gente que comenta (#amo) Bem mas tive que colocar essas regrinhas , pois tava tendo uns comentários muito sem noção !! Então vamos lá :

-Explicar as frases com duplo sentido
-Sem xingamentos com as autoras
-Pode falar mal (faze o que ) mas sem exageros


ps : todos os comentários são respondidos , e cada autora tem um jeito diferente de responder !

Então é isso !

-IsabelaB